Elásticos intermaxilares e distalização de molares com miniparafusos.

Por:Aparecida Margiti Caetano Abujamra


 Elásticos intermaxilares e distalização de molares com miniparafusos. 


As más oclusões de Classe II de Angle, de natureza dentoalveolar ou esquelética moderada, podem ser tratadas com extração de pré-molares, ancoragem extrabucal, protrator mandibular, elásticos de Classe II e distalizadores intrabucais.


O uso da ancoragem esquelética com miniparafusos, para distalizar molares, inibe os efeitos colaterais indesejados, quando comparado com os dispositivos convencionais de ancoragem. A associação desse recurso de ancoragem com os aparelhos autoligáveis passivos reduz a quantidade de consultas, os níveis de força aplicada e a necessidade de colaboração do paciente


O sistema de aparelhos autoligáveis, associado tanto aos elásticos de Classe II quanto à distalização de molares com miniparafusos, se mostrou eficiente na correção das más oclusões de Classe II dentoalveolares.


O ortodontista contemporâneo deve se atualizar quanto aos diferentes tipos de dispositivos para a correção das diferentes formas das más oclusões de Classe II. Um dos fatores limitantes no uso dos elásticos de Classe II, assim como dos protratores mandibulares, é a condição dos incisivos inferiores, que podem apresentar tanto uma inclinação aumentada quanto uma condição periodontal, contraindicando seu movimento para vestibular.


O sistema de aparelhos autoligáveis possibilita a diminuição do número de consultas, pois os arcos permanecem por 8 a 12 semanas; o tempo global de tratamento não aumenta, nem a eficiência é prejudicada com o menor número de visitas.


 


fonte: Rev Clín Ortod Dental Press. 2014 dez-2015 jan;13(6):41-58